QUADRINHOS ONLINE: São o futuro?

Quem me conhece sabe da minha paixão por quadrinhos desde muito pequeno. Lembro que aos oito anos herdei de um primo a coleção de quadrinhos dele. Foi amor a primeira página. Ele tinha de tudo, Superman, Batman, Liga da Justiça, Wolverine, X-Men, Capitão América… eram mais de 500 exemplares e claro eu li cada um deles. Nos anos seguintes eu segui comprando e colecionando os meus próprios quadrinhos, com um gosto mais específico pela DC Comics diga-se de passagem. Mais anos se passaram e chegamos a 2014, quando eu me casei aos 23 anos. Aluguel, rancho… então meu filho nasceu… fraldas, leite, lencinhos… e não havia mais dinheiro para seguir comprando todos os meus gibis e séries favoritos. Foi quando eu realmente virei a atenção para os quadrinhos online, pois ali eu tinha acesso a toda e qualquer obra que eu pudesse imaginar. Normalmente eu esperaria anos até ter o dinheiro e a HQ impressa em mãos para ler ela, aliás eu tinha uma lista com as HQs que precisava ter em mãos para ler. Eram 42 itens e em 3 meses eu acabei com essa lista pois encontrei todos os títulos online e já os devorei. Vi nos quadrinhos online um mundo de vantagens.

Há quem diga que isso é terrível para o mercado e que se ninguém mais comprar os quadrinhos nas bancas o mercado morre. Amigão… relaxa. As próprias editoras como DC e Marvel disponibilizam 90% de suas HQs em versões digitais para seus leitores, claro que de forma paga também. O modo de se consumir as coisas está de digitalizando e isso não se aplica só aos quadrinhos. Mas nesse caso , embora eu sinta um certa falta do cheiro de gibi novo, muitas vantagens vieram nessa migração de físico para digital. Como mencionei, a facilidade em ter acesso a alguma HQ. Faça o teste, pense em qualquer HQ que queira ler e pesquise por uma scan dela no Google, você vai encontra-la disponível em segundos. Dessa forma também podemos prestar atenção maior aos detalhes dos desenhos, podendo dar zoom e cada quadro específico.julwgvhhda0qj7lnqphr-300x169 Comportamento Quadrinhos As cores também dão um show a parte pois com a luz dos monitores e telas elas ficam muito mais vivas. Acaba-se também o peso, dependendo de com quantas HQs você carrega na mochila pra ler no caminho, pois arquivos digitais não pesam como papel. Porém uma das maiores vantagens que encontrei foi que podemos assim ler as HQs assim que elas são lançadas nos E.U.A. Aqui no Brasil estamos oito meses atrás nas HQs lançadas lá fora, sendo assim oito edições. Com o advento digital, assim que elas são disponibilizadas lá pelas próprias editoras já podemos desfrutar desses arcos novinhos. Hoje em dia é uma prática muito comum. Duvida? Há poucas semanas presenciamos uma polêmica incrível sobre o Capitão supostamente ser agente da Hydra (embora isso já tenha sido desmentido). Muitos que falaram aqui nem sequer chegaram perto dessa edição, enquanto que os que aderiram as edições digitais já leram e já estão a frente dessa história. Quadrinhos digitais são uma maneira perfeita de se inteirar sobre tudo dos seus personagens favoritos, mesmo que suas revistas ainda demorem a chegar no brasil.

Apesar do pouco dinheiro e de ler online por isso, eu não aboli totalmente as HQs físicas, continuo uma única coleção impecável, pois religiosamente todo o dia 05 vou até a ComicShop da minha cidade e compro LIGA DA JUSTIÇA DA AMÉRICA. Dessa eu não abro mão – embora admita que ela já foi melhor rsrs. É claro que as revistas físicas tem suas vantagens e que também não são poucas, mas isso vai ficar para um próximo artigo.

Denny Rodrigues

Quando criança, fui exposto a uma coleção de gibis radioativos me dando o conhecimento de todas as HQS do universo - Muahahaha!