PIPOCANDO O ESQUADRÃO SUICIDA (Crítica)

O ano de 2016 é realmente um ano importante para os Dcnautas, pois está sendo o ano em que o universo cinematografico da Dc Comics (DCEU) está começando a ser levado a sério pela Warnner. Em março tivemos o blackbuster BATMAN v SUPERMAN e agora esse mês estreiou a sequência ESQUADRÃO SUICIDA. Sim, uma sequência, pois os eventos de BvS afetaram a história do Esquadrão e vice versa no futuro. O TV e Pipoca já conferiu o filme e agora te conta direitinho o que achou dessa estréia tão cheia de polêmicas (como todo o bom filme da Dc sempre é).

O TOM É MUITO DIFERENTE

Homem de Aço e Batman v Superman são filmes pesados, densos e com um tom sombrio, bem no estilo de seu diretor Zack Snyder. No entanto aqui, ao mudar de direção, agora no comando de David Ayer, o tom do filme muda. Ainda estamos no universo de MoS e Bvs, mas o filme passa para um tom mais leve e devo dizer, muito divertido, o que é mais interessante ainda, visto que o filme não se trata de Super Heróis, mas de Vilões. Os heróis estão lá, Batman, Superman, Flash, mas não se trata deles, mas daqueles que eles ajudaram a colocar atrás das grades. A missão e o propósito dos vilões é tão suicida e ao mesmo tempo descompromissada que torna a história cômica em bons momentos. Se quer tirar um pouco do peso que os dois primeiros filmes do DCEU deixaram, esse é o momento.

VILÕES COM CARISMA

Como dissemos, não é um filme sobre os heróis,mas sobre os vilões. Porém, é impossível contar um filme sobre qualquer personagem sem contar quem ele é, e lógico, quando conhecemos um personagem, bem ou mal, acabamos criando alguma simpatia por eles. Infelizmente, o filme não foca muito a história de todos os membros do Esquadrão,mas princialmente nas histórias do Pistoleiro e da Arlequina. O deadshotPistoleiro (Will Smith) é mostrado quase que como o líder do time dos vilões, tomando a frente em todas as batalhas. A motivação dele o filme inteiro é muito boa, sua filha está sempre em primeiro lugar e isso foi mostrado muito bem ja no início do longa, quando ele está passeando com sua filha e de repente é surpreendido pelo Batman. “Acabou pistoleiro! Não quero lutar com você na frente da sua filha!” Ele queria muito lutar e matar o Batman, mas não na frente da filha, pois não quer que ela o veja como um monstro, sendo assim ele prefere se entregar do que agir errado na frente do amor de sua vida. Isso dá uma profundidade muito grande ao personagem. Harley Queen, a Arlequina (Margot Robbie) é tida definitivamente como o personagem mais divertido do filme, com sua piadas nada forçadas, te fazendo rir não porque o que ela disse é engraçado, mas porque ela é totalmente louca. Atrás dela está o mais polêmico ainda Coringa (Jered Leto) que faz de tudo para libertar sua “amada.” Alvo de muitas críticas, eu achei muito bom essa versão do Coringa, é algo que nunca foi mostrado sobre o personagem do filme, meio bixeiro, Dono de Boate, Gangster, Rei do crime. As pessoas tem o costume de comparar com os antigos interpretes do personagem, pessoas hoje em dia adoram ficar com enquetes bestas como “Quem você acha que é o ator definitivo”, quem é o Batman definitivo, o Superman definitivo… cara…. não… Isso não existe. Pessoas maxresdefaultmorrem. Pessoas encontram propostas mais gordas. Franquias morrem e recomeçam todo o dia. Não existe versão definitiva. Aceite. Não gostou? Que pena, porque Jered Leto continua podre de rico, famoso e com um contrato para continuar no DCEU enquanto você chora no facebook e no twitter. Cry Bitch!

 

VILÕES DOS VILÕES E ENRREDO

O filme, como já comentado, também é bem descompromissado. O enrredo não é nada profundo, nem os vilões tem assim tanta profundidade (o que para muitos é um absurdo, pois muitos não aceitam um filme se o mesmo não for complexo) o que pra mim é ótimo. Nem todo mundo vai ao cinema para assistir a maior história de todos os tempos, alguns só querem se divertir. Muitos nem conhecem os personagens dos quadrinhos e só querer rir e passar um tempo com os amigos no cinema e no final ter intendido o filme. Sendo assim, Esquadrão é a pedida certa. Os vilões e seu propósito são apresentados logo no inicio do magia-esquadraosuicida-cortefilme, sem muita enrrolação. O objetivo dos “heróis” também é dito já no inicio, sendo assim você sabe o que está acontecendo e o que precisa ser feito, sem correr o risco de ter que perguntar pro amigo nerd do seu lado o que está havendo na tela. Porém não fica monótono, porque estamos falando de vilões, loucos, alguns que deviam estar no Asilo Arkham, então surpresas e ações inusitadas ocorrem o tempo todo, você sabe o objetivo da missão, mas não como um vilão vai agir para isso acontecer. Como diz a própria Arlequina , são vilões, é o que eles fazem!

A ERA O “EU ESPERAVA MAIS!”

joker-could-be-working-with-this-flash-villain-in-suicide-squad-hints-jared-leto-did-t-940252

Hoje em dia pessoas tem o péssimo costume de ir ao cinema esperando , sei lá, o Batman do Frank Miller, ou o Coringa do Ledger, ou o Superman do Christopher… e isso não acontece. Personagens sempre serão refeitos de formas diferentes, pois se não fossem, seriam ainda mais massacrados pela crítica que diria que eles estão tentando ser cópias, ou seja, de qualquer forma, seriam odiados. Esperar que a história seja fiel aos quadrinhos ou que o personagem seja de um jeito determinado é perda de tempo, de esperança, além de tirar a maior parte do prazer do filme. Não entende o significado de adaptação? Dá uma olhadinha no dicionário antes de assistir o filme, pode ajudar um pouco. Não espere a sua versão do filme, espere que o diretor e a equipe vão dar o melhor que eles podem. Se você vai gostar ou não… aí já é outra história.

A NOTA

Esquadrão Suicida é um filme divertido e descompromissado, um sopro de ar puro no ar carregado do universo DCEU. Vale muito a pena assistir se você estiver atrás de diversão e não complexidade. O TV e Pipoca dá quatro de cinco baldes de pipoca para o longa!

 

popcorn9

 

Denny Rodrigues

Quando criança, fui exposto a uma coleção de gibis radioativos me dando o conhecimento de todas as HQS do universo - Muahahaha!