Especial: Semana da Criança | Filmes dos Anos 90


♫ Lua de cristal, que me faz sonhar. Faz de mim estrela que eu já sei brilhaaaaaar! ♫ 

Se você, assim como eu, teve sua infância nos anos 90, certamente já assistiu ao filme “Lua de Cristal” e ficou semanas cantando essa musiquinha infernal nos ouvidos de quem estivesse por perto. Estamos na semana das crianças, e não há nada mais nostálgico do que relembrarmos os filmes que marcaram nossa querida e divertida década de 90, época em que ficávamos preocupados apenas em colecionar Tazos, ficar com o braço roxo de levar porrada do bate-bate  e manter nosso Tamagotchi vivo.

xcult_homealone.jpg.pagespeed.ic_.4ivPJfBn9Q Destaque Filmes Eu sonhava com um corte de cabelo feito por Edward, Mãos de Tesoura, e em poder me vingar dos coleguinhas de classe com os poderes de Sabrina, Aprendiz de Feiticeira. Queria uma Chave Mágica que desse vida aos meus brinquedos e que meus pais me esquecessem nas férias, para eu poder aprontar como o Kevin em Esqueceram de Mim. Queria um Cheque em Branco para comprar um pula-pula gigante e todos os bonecos de Pequenos Guerreiros. Queria um cachorro como o Beethoven, mas que não babasse tanto e um porquinho como o Babe, o Porquinho Atrapalhado, porque porquinhos são fofinhos. Quando estava triste, queria jogar Jumanji e libertar tudo o que o outro mundo nos reservava, só pra ver o caos que seria.

rs_1024x759-170328055147-1024-Jumanji-032817 Destaque Filmes Queria dirigir um ônibus como a Sandra Bullock em Velocidade Máxima, mas não daria altura nos pedais. Talvez conseguiria andar no carro dos Flintstones, ou pilotar um dos carros dos Batutinhas. Tinha medo do fantasma da estação de Ghost, das caretas do Máskara, e de ser devorada por um dinossauro de Jurassic Pak enquanto fazia minhas necessidades. Queria que o Gasparzinho fosse meu melhor amigo. Queria ter uma Babá Quase Perfeita, ou, quem sabe, a Corina, que já é perfeita. Me imaginava cantando no coral de Mudança de Hábito e libertando a simpática orca Willy. Achava As Patricinhas de Beverly Hills muito fúteis, e o Mentiroso, o cara mais verdadeiro do mundo. Era abusada e esperta como a Malandrinha e espuleta como Dennis, o Pimentinha. Comecei a tomar café por causa dos aliens de MIB, e a gostar de aventuras radicais por influência dos Caçadores de Emoção.

xx_55005761-1946x1067 Destaque Filmes Aprendi a temer e respeitar a natureza através de Enchente, Quem Salvará Nossos Filhos? Aumentei meu amor pela astronomia com Armageddon e Impacto Profundo. Aprendi com o Menino Maluquinho que a imaginação e a criatividade são válvulas de escape muito úteis para nos trazer conforto diante do sofrimento que a vida, hora ou outra, nos trás. O Rei Leão me despertou as mais profundas emoções, e choro até hoje ao assisti-lo. Torcia para a seleção de Jamaica Abaixo de Zero ganhar as Olimpíadas de Inverno no bobsleigh, pois ela era um exemplo magnífico de determinação. Queria viver o Meu Primeiro Amor, mas torcia para ele não ser alérgico a picadas de abelhas.

king-lion-3 Destaque Filmes A Família Buscapé me mostrou que a simplicidade vale muito mais do que a soberba. A Família Addams deixou claro que, por mais esquisita que seja a nossa família, ela deve permanecer unida. Aprendi a amar os animais e a repudiar toda e qualquer crueldade por causa dos lindos 101 Dálmatas. Renovava minha esperança em todos os natais, graças ao Papai Noel de Milagre na Rua 34. Achava que seria Eternamente Jovem, mas vi que o tempo, apesar de cruel, era necessário. Em Sempre Amigos, entendi que preconceito é pra gente vazia, e com Titanic que a gente nunca está seguro (e a ter paciência com filmes longos). O Jardim Secreto me fez dar valor à base familiar, pois sem ela ficamos fracos e desesperançosos.  Minha infância foi marcada e, de certa forma, moldada pelos filmes, desenhos e seriados que assistia. E a eles serei eternamente grata.

Família-Addams-capa Destaque Filmes Feliz dia das crianças a todos que, assim como eu, relembram com alegria todos os momentos, bons e ruins, que nos fizeram ser quem nós somos.

Grande abraço, e até a próxima!