Critica Gratuita | Circulo de Fogo: A Revolta

ou, “tudo o que Transformers poderia e deveria ter sido”

Circulo de Fogo: A Revolta – ou simplesmente “2”, conta a história de Jake Pendergast, que era um promissor piloto do programa de defesa, mas abandonou o treinamento e entrou no mundo do crime. Filho de Stacker Pentecost, responsável pelo comando da rebelião Jaeger, o peso de carregar o nome do pai parece ter sido demais para o jovem piloto.
Quando uma nova ameaça aparece, Mako Mori assume o lugar que era do pai no comando do grupo Jaeger e precisa reunir uma série de pilotos. Ela procura o irmão Jake e decide lhe oferecer uma segunda chance para ajudar no combate e provar seu valor.
Se passando dez anos depois do primeiro filme, Circulo de Fogo: A Revolta mostra que sempre temos de estar preparados para o pior. E o pior, nesse caso, são monstros gigantescos enviados para destruir todo o planeta – ou, era isso que eles queriam que pensássemos.
Circulo de Fogo: A Revolta é, resumindo, tudo o que a série de filmes “Transformers” poderia e gostaria de ter sido. Batalhas com criaturas gigantescas, destruição de cidades, belos efeitos especiais, design belíssimo dos “Jaegers” – robos de tamanho colossal construidos para lutar contra as os monstros enviados de outro universo – personagens carismáticos…

Com um ritmo bem acertado, Circulo de Fogo: A Revolta é bem cadenciado, enganando um pouco no começo vendendo a ideia que poderia ser um filme mais “politico”, mas rapidamente traz ótimas cenas de ação, embaladas por uma trilha sonora bem acertada e que casa bem com o que está passando na tela.

John Boyega faz o tipo “não queria estar aqui, então, vou dar um jeito de sair logo daqui…”, e é extremamente bem sucedido em conduzir a história. Suas piadas são bem encaixadas e sua presença física torna o personagem fácil de simpatizar. O mesmo pode ser dito do elenco de apoio, que se sai muito bem com seus respectivos plots.

Dirigido por Steven S. DeKnight – conhecido por dirigir o primeiro episódio de “Demolidor” para a Netflix, e seguir na série como produtor executivo – “Circulo de Fogo: A Revolta” deixa um no final algo bem encaminhado para um continuação, que torço para que venha o quanto antes!

Não deixe de acompanhar o Crítica Gratuita no YouTube! =)

Marcus Vinicius Rodrigues da Silveira

Pseudo crítico, amante de terror, suspense e sci-fi em geral, apresentador do Crítica Gratuita.