Eterna Complicated

Avril Lavigne retoma carreira, aos 33 anos, após passar por um dos momentos mais difíceis de sua vida.

O ano é 2002 estou com meu radio sintonizado na Jovem Pam FM ou Mix Fm, rádios que foram minhas companhias durante toda a adolescência. Então toca uma canção que faz o coração rockeirinho fofo disparar. Gente quem é essa menina? É este foi meu primeiro contato com a diva da minha vida a canadense Avril Lavigne, ao som de “Complicated”, do álbum Let Go.

Pessoal, tudo o que um adolescente dos anos 2000 precisava para ser feliz era do seu discman, e CD´S de Avril Lavigne, Linkin Park, Pitty, CPM22, Charlie Brown JR e Blink -182. O Rock estava a mil com estas novas vertentes do ritmo, e os jovens se identificavam muito com essa galera, hoje com carreiras consagradas. Mas ali foi o começo de tudo. Por isso eu digo anos 2000, foi maraaa.

Avril Lavigne era uma menina quando começou, e já no inicio da carreira teve uma marca maravilhosa. Ela foi para o Guinness World Records como a cantora mais jovem a estrear no topo da parada oficial do Reino Unido, isso aos 18 anos. Além do Guinness conquistou várias posições importantes no mundo da música, como em 2003 com Let Go. O álbum alcançou o primeiro lugar em sua 18º semana na UK Albums Chart.  O mesmo trabalho lhe rendeu a posição 162º na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.

Ao longo de sua carreira Lavigne inspirou fãs e nos consagrou com um EP Promo + cinco álbuns. São eles; Let Go (2002), Under My Skin(2004), The Best DamnThing (2007), Goodbye Lullaby (2011) e Avril Lavigne (2013). A cantora esteve no Brasil com as turnês “Under My Skin” em 2005, “Black Star” em 2011, e “The Avril Lavigne Tour”, em 2014.

A cantora canadense deu uma pausa em sua carreira devido à doença de Lyme. Essa doença é uma infecção bacteriana transmitida por carrapatos, muito comum na América do Norte e na Europa.

Após quase cinco anos de licença médica, ela retorno este ano aos palcos. Esse longo período afastada, foi descrito por ela como;  “Os piores momentos da minha vida”.  A cantora tambem relata seus momentos em que preferia morrer do que passar por aquilo. “Eu tinha aceitado morrer e conseguia sentir meu corpo se desligando. Eu sentia como se estivesse me afogando. Era como se eu estivesse mergulhada na água e precisasse emergir para respirar”.

Avril não perdeu nem um segundo de tempo, e volta com seu novo hit, “Head Above Water”, inspirado no período de recuperação.

O novo disco ainda não tem data definida para estreia, já a canção “Head Above Water” ganhou o vídeo oficial e está lindo, além de emocionante. Nós estamos na torcida por Avril, que é nossa princesinha e não para de nos surpreender com suas letras e perseverança.

Thaisb

Jornalista, crítica e assessora. Paulista 25 anos, com sérios amores por livros, filmes e séries.